Caso Kathlen: família suspende vaquinha para sepultamento

·1 minuto de leitura
Assassinada ontem durante Operação da Polícia Militar, a design de interiores Kathlen Oliveira Romeu, 24 anos, morreu após ser levada para o Hospital Salgado Filho, no Méier.
Assassinada ontem durante Operação da Polícia Militar, a design de interiores Kathlen Oliveira Romeu, 24 anos, morreu após ser levada para o Hospital Salgado Filho, no Méier.

Em contato com o Yahoo Notícias, a madrinha de Kathlen Romeu, baleada em operação da PM na tarde de ontem (8), confirmou que a família da jovem não precisa de doações para custear o enterro. Monique Messias, que também é moradora do Lins de Vasconcelos, contou que amigos do marido da vítima chegaram a começar uma campanha nas redes sociais, mas que a mãe da moça pediu para encerrar. 

“Levantamos a hipótese de continuar a vaquinha para reverter em alguma causa social. Mas hoje, decidimos que era melhor encerrar mesmo. A mãe dela (Kathlen) disse que, graças a Deus, a família estava com condições financeiras.”, explicou Monique.

Leia também:

Velório acontece hoje ás 14h

O corpo de Kathlen será velado daqui a pouco, às 14h, e em seguida com enterro no Cemitério São Francisco de Paula, na Zona Central do Rio. Assassinada ontem durante Operação da Polícia Militar, a design de interiores Kathlen Oliveira Romeu, 24 anos, morreu após ser levada para o Hospital Salgado Filho, no Méier. A jovem, grávida de 4 meses, estava acompanhada da avó quando foi baleada na terça-feira, 8.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos