Caso Lázaro: equipes da força-tarefa que procura o criminoso recebem doações

·1 minuto de leitura

COCALZINHO DE GOIÁS — Com 15 dias de buscas por Lázaro Barbosa Sousa, acusado de cometer uma chacina em Ceilândia, no Distrito Federal, a força-tarefa criada para encontrar o criminoso tem recebido várias doações de moradores da região.

Na noite desta terça-feira, a base onde as forças policiais estão reunidas, em uma escola municipal na entrada de Cocalzinho de Goiás, recebeu um caminhão abastecido com mantimentos e alimentos para os policiais que tentam prender Lázaro.

As doações são enviadas por órgãos públicos e também pelo setor privado da cidade desde o início da operação e são intermediadas pela Organização das Voluntárias de Goias.

Nesta terça-feira, agentes localizaram um carro carbonizado e um lençol na zona rural do distrito de Girassol. O material foi enviado para a perícia, que tentará identificar se ele foi usado por Lázaro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos