Caso Lázaro: 'hipster da Federal', que atuou na Lava-Jato, participa de caçada que já dura 13 dias

·1 minuto de leitura
  • Mais de 250 agentes participam das buscas por Lázaro Barbosa Souza

  • Suspeito, que já foi chamado de 'Serial Killer do DF', está foragido há 13 dias

  • Lázaro é suspeito de ser o autor de cinco mortes em Ceilândia

O policial federal Lucas Valença, que ficou conhecido como "hipster da Federal" quando atuou na Lava-Jato, na escolta do ex-deputado Eduardo Cunha, é um dos 270 agentes que participam da caçada a Lázaro Barbosa Sousa, procurado há 13 dias numa área rural em Goiás

A informação é do "Correio Braziliense". Segundo o jornal, Lucas chegou à base montada na Escola municipal Alto da Boavista, em Girassol, distrito do município de Cocalzinho, com um uniforme camuflado, como os usados pelas forças de segurança.

Leia também:

Lucas ficou conhecido quando em 2016, quando uma imagem sua na escolta de Cunha viralizou nas redes sociais. Logo as pessoas começaram a chamá-lo de "Gato da Federal" e "Hipster da Federal", por causa dos cabelos presos num coque. 

Na última foto postada por ele no Instagram, em 30 de março deste ano, o estilo ainda era mantido.

Lázaro Barbosa é procurado há 13 dias por uma força-tarefa montada para prendê-lo. Condenado por um estupro ocorrido em 2021, ele fugiu da cadeia e é apontado como o autor de cinco mortes em Ceilândia, no Distrito Federal, e em Goiás.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos