Caso Lázaro: Polícia de Goiás recebeu 250 denúncias por dia desde início das buscas

·2 minuto de leitura
Lázaro continua foragido no Centro-Oeste do país - Foto: Divulgação/Polícia Federal
Lázaro continua foragido no Centro-Oeste do país - Foto: Divulgação/Polícia Federal
  • Foram mais de 3,5 mil denúncias recebidas apenas pela Polícia Civil de Goiás

  • Delegada, porém, explicou que pessoas tem contatado agentes apenas para dar opiniões

  • Ela pediu que as denúncias sejam feitas apenas quando houver informação concreta sobre o criminoso

As duas semanas de buscas e a atenção gerada pelo caso de Lázaro Barbosa geraram comoção na população, que tenta ajudar a polícia a encontrar o criminoso mais procurado do Brasil. Apenas em Goiás, foram cerca de 250 denúncias recebidas por dia desde o início da “caçada”.

A informação é da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), que relatou ter ouvido mais de 3,5 mil denúncias sobre o caso. A delegada Paula Meotti, porém, explicou que boa parte destes contatos, cerca de 90%, foram de pessoas dando opiniões.

Leia também:

“O que foi levantado é que a maioria dessas informações não têm utilidade para a polícia. São mais opiniões e pessoas falando como deveria ser o trabalho da polícia, e palpites”, declarou.

Paula pediu que as pessoas conscientizem-se sobre a importância das denúncias e do trabalho da polícia. Por isso, só entrem em contato se, de fato, tiverem informações sobre o criminoso.

Polícia pede informações sobre o criminoso - Foto: Divulgação/Polícias Civil do DF e GO
Polícia pede informações sobre o criminoso - Foto: Divulgação/Polícias Civil do DF e GO

“Estamos lidando com um caso sério e muito grave. Toda informação que chega é checada e analisada. Pedimos para que as pessoas só denunciem quando tiverem algo concreto, como avistamentos, ou alguém que o conheça (Lázaro). Mas evitem narrativas embasadas em suposições”, disse.

Policiais fizeram novo cerco

Na noite de terça-feira, policiais realizaram um novo cerco para capturar Lázaro, mas sem sucesso. O rapaz de 32 anos é acusado de matar toda uma família em Ceilândia e cometer outros diversos crimes durante sua fuga, que já dura 15 dias.

Cerca de 270 agentes das polícias civil e militar do Distrito Federal e de Goiás, cinco cães farejadores, helicópteros e outros recursos são usados na busca por Lázaro Barbosa, que ganhou na imprensa e nas redes sociais o apelido de 'serial killer do DF'.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos