Poliomielite: Pará investiga caso em criança de 3 anos

Vírus da poliomielite (Foto: Getty Images)
Vírus da poliomielite (Foto: Getty Images)

A Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) investiga um caso suspeito de poliomielite em uma criança de três anos, moradora do município de Santo Antônio do Tauá, interior do estado. O Ministério da Saúde foi notificado e também acompanha o caso.

O vírus Sabin Like 3, que causa paralisia infantil, foi detectado por meio de análise de isolamento viral em fezes.

Apesar do resultado, informou o jornal O Globo, o documento afirma que "outras hipóteses diagnósticas não foram descartadas, como Síndrome de Guillain Barré, portanto o caso segue em investigação conforme o que é preconizado no Guia de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde".

Os primeiros sintomas que a criança sentiu foram febre, dores musculares, mialgia e paralisia flácida aguda (PFA), que surgiram no dia 21 de agosto. Algumas semanas depois, o menino perdeu a força nos membros inferiores, sem conseguir se manter em pé.

A coleta de fezes foi realizada no dia 16 de setembro, e o laudo, com o resultado positivo para o vírus Sabin Like 3, causador da poliomielite, foi emitido na última terça-feira (4).

Na quarta-feira (5), Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, disse que a pasta vai atingir a meta de vacinar 95% das crianças com menos de 5 anos de idade contra a doença. Porém, a cobertura vacinal vem diminuindo a cada ano no país.

Segundo o site Veja, o país registrou 26 mil casos de paralisia infantil entre os anos de 1968 e 1989.