Caso Snowden: principais datas

Seguem abaixo as principais datas do caso Edward Snowden, ex-consultor da Agência de Segurança Nacional americana (NSA) que deixou nesta quinta-feira o aeroporto de Moscou Cheremetievo, onde estava bloqueado havia mais de um mês, após ter obtido asilo político temporário na Rússia:

--JUNHO 2013--

- 5: O jornal britânico The Guardian revela a existência de uma ordem da justiça secreta datada de 25 de abril, forçando o operador telefônico americano Verizon a fornecer à NSA os dados de ligações de seus clientes.

- 6: Os jornais Washington Post e Guardian afirmam que a NSA e o FBI solicitaram nove grandes empresas americanas da internet, incluindo Microsoft, Google, Yahoo! e Facebook, a monitorar as comunicações de internautas estrangeiros fora dos Estados Unidos (programa secreto implantado em 2007).

- 7: O presidente Barack Obama defende um necessário "compromisso" entre vida privada e segurança.

- 9: Edward Snowden, em Hong Kong desde 20 de maio, revela ser a fonte das revelações. Ele afirma que os Estados Unidos monitoram "centenas de milhares de computadores" em todo o mundo.

- 21: Washington anuncia ter acusado Edward Snowden de espionagem, roubo e utilização ilegal de bens governamentais e pede sua extradição a Hong Kong.

- 22: O ex-consultor afirma a um jornal de Hong Kong que o governo americano pirateia as companhias telefônicas de celular chinesas.

- 23: Edward Snowden deixa Hong Kong para Moscou. Ele é alvo de um mandato de prisão e seu passaporte é cancelado.

Washington ameaça Moscou e Pequim de consequências.

O Equador diz ter recebido um pedido de asilo político.

- 25: Edward Snowden permanece invisível. O presidente russo Vladimir Putin confirma que ele continua na zona de trânsito do aeroporto de Moscou Cheremetievo.

- 30: A União Europeia foi alvo da espionagem da NSA, afirma o jornal alemão Der Spiegel, com base em documentos fornecidos por Snowden.

--JULHO--

- 1º: o site WikiLeaks revela que Edward Snowden pediu asilo político a mais de vinte países, incluindo a Rússia, Equador, Venezuela, Nicarágua e França.

O ex-consultor volta atrás em seu pedido de asilo a Moscou depois que Vladimir Putin impões como condição a sua permanência o fim das atividades que prejudicam seu "parceiro" americano.

- 2: Vários países rejeitam a solicitação de asilo (Alemanha, Brasil, Noruega, Índia, Polônia, Islândia, Áustria, Finlândia, Holanda, Espanha), seguidos pela França e Itália.

- 3: Suspeito de ter levado Snowden em seu avião partindo de Moscou, o presidente boliviano Evo Morales é obrigado a fazer uma escala forçada em Viena, na Áustria, após vários países europeus fecharem seu espaço aéreo.

- 5: Nicarágua, Venezuela e Bolívia se dizem dispostos a receber Snowden.

- 12: Edward Snowden declara querer pedir asilo à Rússia, a fim de poder viajar legalmente para a América Latina.

- 15: Putin repete ter pedido ao ex-consultor o fim das revelações.

- 16: Edward Snowden apresente oficialmente pedido de asilo provisório à Rússia.

- 26: O ministro americano da Justiça, Eric Holder, assegura a seu colega russo que Snowden não será torturado nem condenado a morte caso retorne aos Estados Unidos, em uma carta obtida pela AFP.

- 31: Guardian, citando documentos fornecidos por Snowden revela a existência de um programa secreto da NSA batizado XKeyscore que permite monitorar em tempo real e-mails e os acessos de internautas a sites.

--AGOSTO--

- 1º: Edward Snowden deixa o aeroporto de Moscou Cheremetievo para um "local seguro", após ter obtido asilo temporário de um ano na Rússia, anuncia seu advogado russo.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias