Casos de coronavírus da Índia têm novo recorde e sistema de saúde cambaleia

Shilpa Jamkhandikar e Neha Arora
·2 minuto de leitura
Pacientes com Covid-19 recebem tratamento em hospital em Nova Délhi

Por Shilpa Jamkhandikar e Neha Arora

MUMBAI, (Reuters) - A Índia relatou o número diário de infecções de coronavírus mais alto do mundo pelo segundo dia nesta sexta-feira, quando ultrapassou os 330 mil casos novos, e sofre com um sistema de saúde sobrecarregado de pacientes e assolado por acidentes.

As mortes das últimas 24 horas também saltaram para o recorde de 2.263, informou o Ministério da Saúde, e autoridades do norte e do oeste do país, incluindo a capital, Nova Délhi, alertaram que a maioria dos hospitais está lotada e ficando sem oxigênio.

A disparada de casos coincidiu com um incêndio em um hospital de um subúrbio de Mumbai que trata pacientes de Covid-19 que matou 13 pessoas, o acidente mais recente em uma instalação repleta de pessoas com o vírus.

Na quarta-feira, 22 pacientes morreram em um hospital público de Maharashtra, um Estado do oeste, quando o suprimento de oxigênio acabou por culpa de um tanque com vazamento, e ao menos nove pessoas morreram em um incêndio em um hospital na capital estadual de Mumbai no mês passado.

"É desolador. É grave .. existe uma escassez extrema de leitos de UTI", disse T.S. Singh Deo, ministro da Saúde de Chhattisgarh, um Estado do leste, à Reuters.

"Teremos que ser muito cuidadosos nas áreas rurais. Caso se dissemine lá, ficará fora de controle."

O primeiro-ministro, Narendra Modi, cujo governo é criticado por ter relaxado as restrições do vírus rápido demais, encontrou-se com ministros dos Estados mais afetados.

Mais tarde, ele disse que o governo está fazendo um "esforço contínuo" para aumentar os suprimentos de oxigênio, incluindo medidas para redirecionar o oxigênio industrial.

Modi pediu aos Estados que trabalhem juntos para atender as necessidades de remédios e oxigênio e parem de armazenar e vender no mercado negro.

"Todo Estado deveria fazer com que nenhum caminhão de oxigênio, seja destinado ou não a algum Estado, seja parado ou fique retido", disse ele em um comunicado, segundo uma citação.

As infecções diárias chegaram a 332.730, mais do que as 314.835 do dia anterior, quando a Índia estabeleceu um recorde que superou a cifra de 297.430 casos novos atingida pelos Estados Unidos em janeiro – que recuou desde então.

(Reportagem adicional de Sachin Ravikumar, Devjyot Ghoshal, Aditya Kalra, Anuron Kumar Mitra e Nivedita Bhattacharjee)