Casos de Covid na China atingem máxima de 21 meses após surto em Xian

·2 min de leitura

PEQUIM (Reuters) - A China relatou seu maior aumento diário em casos locais de Covid-19 em 21 meses, já que as infecções mais que dobraram na cidade de Xian, no noroeste, o mais recente polo de transmissão de coronavírus do país.

A cidade de 13 milhões de habitantes, que entrou em seu quarto dia de lockdown, detectou no sábado 155 casos de transmissão doméstica com sintomas confirmados, ante 75 no dia anterior, segundo dados oficiais divulgados neste domingo.

Isso elevou a contagem diária nacional para 158, a maior desde que a China conseguiu conter um surto nacional no início de 2020.

Xian, com 485 casos sintomáticos locais relatados para o período de 9 a 25 de dezembro, impôs medidas pesadas para conter o surto, em linha com a política de Pequim de que qualquer surto deve ser contido o mais rápido possível.

A cidade conseguiu detectar rapidamente esses casos por meio de três rodadas de testes em massa, disse He Wenquan, uma autoridade de Xian, em uma coletiva de imprensa neste domingo, acrescentando que números elevados de casos podem persistir nos próximos dias.

"A fim de rastrear rapidamente os grupos de pessoas infectadas, após uma análise de especialistas, vamos intensificar as medidas de controle em áreas-chave, especialmente em locais com maior nível de risco", disse Wenquan.

O governo local também anunciou que lançaria uma campanha de desinfecção em toda a cidade a partir das 18h, horário local, pedindo aos moradores que fechem as janelas e tragam roupas ou outros itens de suas varandas.

Os residentes não podem deixar a cidade sem a aprovação dos empregadores ou das autoridades locais e várias rodadas de testes em massa foram realizadas para identificar os casos.

A cidade ainda não anunciou nenhuma infecção causada pela variante Ômicron, embora as autoridades chinesas tenham relatado diversas infecções pela nova variante entre viajantes internacionais e no sul da China.

Incluindo os casos importados, a China continental confirmou 206 novos casos em 25 de dezembro, ante 140 um dia antes.

Nenhuma nova morte foi relatada, deixando o número cumulativo de mortes em 4.636. A China continental tinha 101.077 casos confirmados em 25 de dezembro.

(Reportagem de Roxanne Liu, Stella Qiu e Ryan Woo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos