Castro tem 19%, Freixo, 13%, e Crivella, 10%, mostra pesquisa Ipec para o governo do RJ

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*Arquivo* O governador Cláudio Castro (PL). (Foto: Zô Guimarães/Folhapress)
*Arquivo* O governador Cláudio Castro (PL). (Foto: Zô Guimarães/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Pesquisa do Ipec, contratada pela Associação Rio Indústria e divulgada nesta quinta-feira (21), aponta o governador Cláudio Castro (PL) com 19% das intenções de voto na disputa pelo governo do Rio de Janeiro, enquanto o deputado federal Marcelo Freixo (PSB) tem 13%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou menos, eles estão tecnicamente empatados.

Em seguida, aparece o ex-prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella (Republicanos), com 10% das intenções de voto —ele empata com Freixo na margem de erro, mas não com Castro.

O ex-governador Anthony Garotinho (União Brasil) tem 6% e empata tecnicamente com Crivella. Garotinho desistiu oficialmente da pré-candidatura na última terça-feira (19), quando a pesquisa ainda estava em andamento.

O ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves (PDT) registrou 5%; Cyro Garcia (PSTU), 4%; Eduardo Serra (PCB), 3%, e Coronel Emir Larangeira (PMB), 2%. Milton Temer (PSOL) e Paulo Ganime (Novo) aparecem com 1% das menções. Todos empatam tecnicamente entre si e com Garotinho, enquanto Neves e Garcia também atingem o mesmo patamar de Crivella na margem de erro.

Esse é o resultado da pesquisa estimulada, quando os entrevistados recebem uma lista prévia com os nomes dos pré-candidatos.

O levantamento desta quinta não é comparável com a anterior realizada pelo mesmo instituto, pois a lista apresentada é diferente. Em maio, na última divulgação do Ipec sobre as eleições para o governo do Rio, Castro e Crivella tinham 16%, e Freixo, 15%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 16 e 19 de julho e entrevistou 1.008 pessoas. O nível de confiança, segundo o instituto, é de 95%, e o custo foi de R$ 88 mil. O levantamento está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número RJ-08610/2022.

PRIMEIRO TURNO

Cenário 1 - Estimulada

Cláudio Castro (PL): 19%

Marcelo Freixo (PSB): 13%

Marcelo Crivella (Republicanos): 10%

Anthony Garotinho (União Brasil): 6%

Rodrigo Neves (PDT): 5%

Cyro Garcia (PSTU): 4%

Eduardo Serra (PCB) - 3%

Coronel Emir Larangeira (PMB): 2%

Milton Temer (PSOL): 1%

Paulo Ganime (Novo): 1%

Brancos e nulos: 26%

Não sabe ou não respondeu: 11%

Cenário 2 - Estimulada (sem Crivella)

Cláudio Castro (PL): 20%

Marcelo Freixo (PSB): 14%

Anthony Garotinho (União Brasil): 9%

Rodrigo Neves (PDT): 6%

Cyro Garcia (PSTU): 4%

Eduardo Serra (PCB): 4%

Coronel Emir Larangeira (PMB): 2%

Milton Temer (PSOL): 1%

Paulo Ganime (Novo): 1%

Brancos e nulos: 29%

Não sabe ou não respondeu: 10%

SEGUNDO TURNO

O Ipec também mediu um cenário de segundo turno entre Castro e Freixo, no qual os pré-candidatos também empatam na margem de erro:

Cláudio Castro (PL): 34%

Marcelo Freixo (PSB): 33%

Brancos e nulos: 24%

Não sabe ou não respondeu: 9%

SOBRE O INSTITUTO

O Ipec foi fundado em fevereiro de 2021 por ex-executivos do Ibope, que encerrou suas atividades em janeiro por conta do fim de um acordo de licenciamento da marca após 79 anos. O Ipec aborda entrevistados em suas casas, localizadas em áreas estabelecidas conforme distribuição do eleitorado brasileiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos