Catalunha relaxa medidas anti-covid e reabrirá bares, restaurantes e cinemas

·1 minuto de leitura
Jovem fotogra em frente à Sagrada Família em Barcelona em 19 de junho de 2020
Jovem fotogra em frente à Sagrada Família em Barcelona em 19 de junho de 2020

As autoridades regionais da Catalunha, no nordeste da Espanha, anunciaram nesta quinta-feira (19) a reabertura de restaurantes e bares na segunda-feira, após mais de um mês em confinamento, em um plano para relaxar as restrições pela covid-19.

Desde 16 de outubro, os bares e restaurantes desta rica região estão fechados e podem servir apenas com entrega à domicílio devido às medidas aprovadas para frear a pandemia, que também incluem um toque de recolher noturno e um confinamento perimetral vigentes em outras partes da Espanha.

A partir de segunda-feira, o governo permitirá a reabertura de bares e restaurantes, com horários e capacidade limitados especialmente no interior, assim como a de cinemas, teatros e salas de concertos a uma capacidade de 50%.

O toque de recolher e o fechamento perimetral da região serão mantidos. Os cidadãos não podem entrar e sair sem um motivo justificado.

"Conseguimos mudar a dinâmica da pandemia sem precisar recorrer a um confinamento rígido como o da primavera passada", quando houve a primeira onda, afirmou Pere Aragonés, vice-presidente do governo regional que, na Espanha, dispõe de competências em saúde.

Em sintonia com o restante do país, onde rege um estado de alarme desde o final de outubro, a incidência do vírus está diminuindo na Catalunha, cujo governo aprovou preventivamente medidas muito restritivas que foram criticadas no entorno econômico.

A Espanha é um dos países da União Europeia mais castigados pelo coronavírus, com 42.000 mortos e mais de 1,5 milhão de infectados.

"A situação é de estabilidade em baixa, mas a situação continua sendo muito preocupante porque estamos com taxas de incidência altas", disse na quarta-feira o ministro espanhol da Saúde, Salvador Illa.

dbh/CHZ/mb/aa