Cavaleiro fica fora das Olimpíadas após testar positivo para cocaína

·1 minuto de leitura
PARIS, FRANCE - MARCH 18:  Jamie Kermond of Australia on Yandoo Oaks Constellation competes during the Saut Hermes at Le Grand Palais on March 18, 2018 in Paris, France.  (Photo by Aurelien Meunier/Getty Images)
Jamie Kermond e Yandoo Oaks Constellation durante competição em 2018 (Aurelien Meunier/Getty Images)

O cavaleiro australiano Jamie Kermond foi cortado dos Jogos Olímpicos após testar positivo para um metabólito da cocaína em um exame antidoping. A informação foi revelada pela Equestrian Australia nesta quarta (21).

"A cocaína é proibida em competição pela Agência Mundial Antidopagem (WADA) e pela Política Nacional Antidopagem Australiana de 2021. O Sr. Kermond está proibido de participar de qualquer evento compatível com a WADA, incluindo os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, enquanto a suspensão provisória estiver em vigor", explica a federação em comunicado.

Leia também:

Kermond, de 36 anos, nem chegou a viajar para Tóquio. A federação local ainda estuda como substituí-lo na prova dos saltos por equipe. 

Campeão nacional em 2016, o atleta, que disputaria os Jogos com o cavalo Yandoo Oaks Constellation, ainda tem direito a uma contraprova.

Atualmente, o cavaleiro ocupa a 103ª posição no ranking mundial.

* Com informações da AFP

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos