Putin vota nas eleições presidenciais russas

Moscou, 18 mar (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, votou neste domingo em Moscou nas eleições presidenciais em que ele é o claro favorito a ser reeleito para comandar o país durante outro mandato de seis anos.

Ao ser perguntado pelos jornalistas pelo resultado que gostaria obter das urnas, Putin respondeu que se conformará com "qualquer um que obtenha o direito de ser presidente".

Assim como fez em todas as eleições desde que chegou ao poder no ano 2000, o chefe do Kremlin escolheu a seção eleitoral aberta na sede da Academia das Ciências da Rússia, na transitada Avenida Lenin de Moscou, para depositar seu voto.

O horário que o político escolheu para votar, no entanto, é uma novidade, já que ele o fez pela tarde em outras ocasiões.

"Tenho muitas reuniões de trabalho hoje", explicou o presidente.

Cerca de 110 milhões de russos estão convocados a votar neste domingo para escolher seu líder para os próximos seis anos.

De acordo com as pesquisas, o Putin terá perto de 70% dos votos, um resultado histórico para o chefe do Kremlin que, ao invés de sofrer um desgaste, vem ganhando apoio em todo o país apesar de seus 18 anos no poder.

Eleito pela primeira vez em 2000, Putin foi reeleito em 2004 e 2012, com um parêntese de quatro anos como primeiro-ministro (2008-2012), ao qual se viu forçado para cumprir com a Constituição russa, que proíbe mais de dois mandatos consecutivos na presidência.

Em segundo lugar em intenções de voto aparece o candidato comunista, o milionário stalinista Pavel Grudinin, com 7%, seguido pelo veterano líder ultranacionalista, Vladimir Zhirinovski, com 6%.

Os primeiros resultados oficiais da jornada eleitoral serão divulgados após o fechamento das seções no território de Kaliningrado, às 18h GMT (15h em Brasília). EFE