CCJ do Senado já tem maioria para aprovar indicação de André Mendonça ao STF

·1 min de leitura

BRASÍLIA E RIO — A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado tem maioria para aprovar a indicação do ex-advogado-geral da União André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo levantamento feito pelo GLOBO, pelo menos 14 dos 27 integrantes do colegiado pretendem votar a favor de Mendonça, enquanto um é contrário e 12 estão indecisos ou não quiseram responder. A sabatina deve ocorrer na próxima semana, seguida pela apreciação no mesmo dia.

A aprovação na CCJ se dá por maioria simples dos votos, número exato alcançado pelo indicado à Corte, segundo aponta o levantamento. O placar final, porém, é incerto, pois a votação é secreta e pode haver traições. A sondagem atual mostra uma pequena mudança positiva para Mendonça em comparação ao mesmo levantamento feito pelo GLOBO em agosto — na época, 13 senadores da comissão afirmaram que votariam a favor da aprovação do ex-AGU, enquanto dois se disseram estar contra a indicação. Mendonça foi indicado para a vaga do ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou.

Veja na matéria exclusiva para assinantes como se posicionou cada membro da CCJ.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos