Ceará constrói vitória em dez minutos e vence o Juventude no Castelão

·3 minuto de leitura
FORTALEZA, CE, 04.07.2021 – CEARÁ-JUVENTUDE: Jogadores do Ceará comemoram o gol da equipe - Partida entre Ceará e Juventude, válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Arena Castelão, em Fortaleza, capital cearense, na tarde deste domingo. (Foto: Daniel Galber/Uaifoto/Folhapress)
FORTALEZA, CE, 04.07.2021 – CEARÁ-JUVENTUDE: Jogadores do Ceará comemoram o gol da equipe - Partida entre Ceará e Juventude, válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Arena Castelão, em Fortaleza, capital cearense, na tarde deste domingo. (Foto: Daniel Galber/Uaifoto/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Ceará fez o dever de casa e venceu o Juventude por 2 a 0 neste domingo (4). A partida, válida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, contou com os gols de Saulo Mineiro e Gabriel Lacerda, ambos no início do segundo tempo. Além da derrota, o Juventude ainda terminou o jogo com um a menos, já que Guilherme Castilho foi expulso faltando pouco mais de 20 minutos para o apito final.

Com o resultado, o Ceará chegou ao quinto jogo sem perder, ultrapassou o próprio Juventude e agora vai aos 13 pontos, ficando a três do Atlético-MG, hoje quarto colocado. Apesar de seguir como melhor time gaúcho no Brasileirão, o Juventude estaciona no meio da tabela e permanece com 12 pontos.

O zagueiro Gabriel Lacerda teve bom aproveitamento na defesa do Ceará, seja nos cortes, desarmes ou nos duelos pelo alto. No segundo tempo, recebeu o cruzamento de Jorginho, se antecipou bem diante da zaga adversária e testou bonito para fazer o segundo gol do jogo.

Responsável por cinco dos sete gols do Juventude no Brasileiro, o atacante Matheus Peixoto teve uma atuação para lá de discreta em campo, assim como a maioria dos seus companheiros. Com o time pouco inspirado, a bola mal chegou ao centroavante, que acabou substituído no segundo tempo.

O primeiro tempo foi de frio para morno no Castelão. Apesar de jogar fora de casa, o Juventude começou com mais tranquilidade em campo, marcou bem e saindo com mais velocidade para o ataque. Do jogo truncado, saíram as raras, mas boas jogadas individuais do jovem Sorriso, um dos destaques do Juventude. Na melhor delas, ele cortou para o meio e chutou rasteiro à esquerda da trave. Somente a partir dos 25 minutos o Ceará equilibrou a partida. Além de anular a rápida transição do adversário, os donos da casa enfim conseguiram ameaçar com mais frequência. A melhor chance saiu na finalização de Mendoza, que parou no goleiro Marcelo Carné.

O Ceará não retornou do intervalo amassando o Juventude, mas contou com as boas tomadas de decisões para abrir uma vantagem muito importante rapidamente. Mesmo cercado e sem muito o que fazer na intermediária, Lima encontrou um passe para Saulo, que deu um leve toque na bola e tirou de Marcelo Carné para abrir o placar. Cinco minutos mais tarde, Gabriel Lacerda foi mais esperto que a zaga, se antecipou após o escanteio pela direita e testou firme para fazer o segundo gol do Vozão em menos de dez minutos da etapa final.

Além dos dois gols, uma cena forte também chamou atenção no início do segundo tempo. Aos 11 minutos, Jorginho se chocou com Guilherme Castilho no gramado. Na queda, o jogador do Juventude acabou acertando em cheio as travas da chuteira na boca do atleta alvinegro, que acabou sendo substituído. Jorginho ainda recebeu atendimento especial na ambulância do Castelão, mas não precisou ser conduzido para o hospital.

Guilherme Castilho escapou do cartão amarelo no lance que se envolveu com Jorginho, mas acabou advertido pelo árbitro minutos mais tarde, após uma falta em Fernando Sobral. No lance seguinte, o técnico Marquinhos Santos fez três alterações, mas optou por manter seu jogador em campo e acabou vendo Castilho receber um novo amarelo, desta vez por atingir o cotovelo no pescoço de Vina. A expulsão aos 24 minutos deu aquela tranquilidade que o Ceará queria para administrar o jogo e até dar aquela relaxada à espera do apito final.

CEARÁ

Richard; Buiú, Gabriel Lacerda, Messias, Kelvyn; Fernando Sobral, Marlon (Willian Oliveira), Jorginho (Vina); Lima (Rick), Mendoza e Saulo Mineiro (Jael). T.: Guto Ferreira.

JUVENTUDE

Marcelo Carné; Michel Macedo, Cleberson, Rafael Forster e William Matheus; Guilherme Castilho, Matheus Jesus (Jadson) e Chico (Bruninho); Paulinho Boia (Fernando), Sorriso (Capixaba) e Matheus Peixoto (Didi). T.: Marquinhos Santos.

Estádio: Castelão, em Fortaleza (CE)

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)

Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Fábio Pereira (TO)

VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Cartões amarelos: Jael, Buiú (CEA), Guilherme Castilho, Fernando Pacheco (JUV)

Cartão vermelho: Guilherme Castilho (JUV).

Gols: Saulo Mineiro (CEA), aos 2min do 2ºT, e Gabriel Lacerda (CEA), aos 7min do 2ºT.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos