"Celebração da Vida de Kobe e Gianna Bryant" reúne 20 mil pessoas no Staples Center

Helena Grillo Miranda 


A homenagem "Celebração da Vida de Kobe e Gianna Bryant" começou às 15 horas desta segunda no Staples Center. O lugar não foi escolhido aleatoriamente, a arena e o atleta tem uma imagem quase indissociável. Já que a quadra foi palco de grandes jogos de Kobe.

Sua filha Gianna, de 13 anos, seguia os passos do pai no basquete, inclusive a morte dos dois foi durante uma ida à competição da jovem. A tragédia não só enterra um ícone do passado do basquete, mas uma futura estrela do esporte.

A homenagem contou com 20.000 pessoas, contando os amigos, a família, artistas e fãs. Marcada por uma apresentação de Beyoncé acompanhada de uma orquestra com a música Halo. Emocionada, ela mandou um beijo para o céu no fim da música.

Jimmy Kimmel também subiu ao palanque com uma declaração sensibilizada:

- Onde quer que você vá, você vê o rosto dele, o número dele, o rosto de Gigi e o número dela. Existem centenas de murais pintados por artistas inspirados, não porque ele era um jogador de basquete, mas porque também era um artista.

Em seguida Vanessa, a viúva de Kobe, visivelmente abalada falou sobre o marido e a filha:

- Deus sabia que eles não poderiam estar nesta terra sem o outro. Ele teve que trazê-los para o céu juntos. Que vocês dois descansem em paz e se divirtam no céu até nos encontrarmos novamente. Nós os amamos.

O técnico Geno Auriemma e as jogadoras de basquete Diana Taurasi e Sabrina Ionescu prestaram suas homenagens ao amigo deixando claro que a melhor parte da sua vida não foram as vitórias, mas ter sido uma inspiração até entre a própria família, pois sua filha ao vê-lo jogar sonhou com a vida na quadra.

O agente de Kobe e padrinho de Gianna destaca o lado fraternal do amigo:

- O Kobe que eu conheço tinha três lados únicos ... O melhor amigo, o pai e o marido.

Outra artista que se apresentou na ocasião foi a Alicia Keys tocando no piano a Sonata de Beethoven, que era uma das músicas favoritas de Kobe e sua esposa.

Com lágrimas no rosto Michael Jordan falou sobre o amigo:
- No jogo de basquete, na vida e como pai, Kobe não deixou nada no tanque. Ele deixou tudo no chão. - Ele também fez as pessoas rirem com algumas histórias engraçadas de Kobe. Shaquille O'Neal fez o mesmo, deixando o clima mais leve.

Em seguida Christina Aguilera cantou uma versão de "Ave Maria". E foi exibido no telão o curta-metragem que Kobe Bryant fez e que conquistou um Oscar em 2018. No curta Kobe narra a carta que escreveu ao se aposentar do basquete, o que encerrou as homenagens.

A data da "Celebração da Vida" tem um significado especial. Pois os números 24 e 2 foram os números usados por Kobe no Lakers e Gianna nos times de basquete juvenil, respectivamente. E o 20 foi o número de anos que Kobe passou ao lado da esposa Vanessa.

O acidente de helicóptero do dia 26 de janeiro que causou a morte de Kobe e sua filha também levou a vida de outras sete pessoas: John Altobelli, Keri Altobelli, Alyssa Altobelli, Sarah Chester, Payton Chester, Christina Mauser e Ara Zobayan.