Celebridades chinesas têm dez dias para ficar em dia com o Leão

·2 min de leitura
(Arquivo) Huang Wei, também conhecida como Viya, uma das "livestreamers" mais importantes do setor de comércio eletrônico na China, no Fórum para a Ásia (BFA) de Boao, província de Hainan, no sul do país, em 20 de abril de 2021 (AFP/STR)

As autoridades fiscais da China estabeleceram um prazo de dez dias para que suas celebridades quitem seus impostos, em uma campanha promovida pelo para aumentar o controle sobre os excessos dos famosos e a sonegação fiscal.

As autoridades chinesas lançaram uma importante estratégia para reprimir a evasão fiscal e o comportamento "imoral" da indústria do entretenimento, atingindo algumas das maiores estrelas do país.

Os órgãos de Fazenda locais de várias capitais do entretenimento chinesas, como Pequim, Xangai e Guangzhou, informaram suas celebridades de que devem declarar toda sua renda até o final do ano para evitar penalidades severas, de acordo com um informe divulgado pelo governo nesta quarta-feira (23).

"Se a autoinspeção e a autocorreção ainda assim forem rejeitadas (...) ou não forem exaustivas, o departamento de impostos vai lidar seriamente com isso", alertou o escritório fiscal da província de Cantão (sudeste), em um comunicado.

Na segunda-feira (20), a rainha da transmissão ao vivo da China, Huang Wei, recebeu uma multa recorde de US$ 200 milhões por sonegação de impostos. Um dia depois, suas contas de cerca de 110 milhões de seguidores nas redes sociais haviam sido fechadas.

Em agosto, a atriz Zheng Shuang foi multada em US$ 46 milhões, e a intérprete Fan Bingbing, que participou da saga X-Men, encontra-se em uma situação difícil desde 2018 por outro escândalo de sonegação de impostos.

A Administração Estatal de Rádio, Cinema e Televisão disse ter "tolerância zero" para a evasão fiscal e "os salários altíssimos" dos profissionais do entretenimento.

As autoridades reguladoras chinesas que monitoram a Internet costumam ordenar o fechamento de contas na rede de pessoas que caíram em desgraça com o regime comunista que governa o país.

Neste contexto, a televisão pública CCTV anunciou hoje o lançamento de uma campanha de dois meses de "retificação do caos" na Internet. Terá como principal alvo as transmissões ao vivo, uma modalidade usada com frequência pelos "influenciadores".

prw/rox/oho/dbh/yow/mar/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos