Centrais sindicais, MST e trabalhadores da agricultura farão ato em Brasília por auxílio emergencial de R$ 600

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 30.04.2021 - Agência da Caixa na avenida Sapopemba, em São Paulo. (Foto: Jardiel Carvalho/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 30.04.2021 - Agência da Caixa na avenida Sapopemba, em São Paulo. (Foto: Jardiel Carvalho/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Centrais sindicais, o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e a Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares) realizam na quarta-feira (26) o ato #600ContraFome.

Segundo as entidades, o objetivo da manifestação é defender o aumento no valor do auxílio emergencial para R$ 600 “como forma de frear a fome e a pobreza no Brasil”.

A previsão dos organizadores é realizar em encontro no gramado que dá acesso ao Congresso Nacional onde será montado um mosaico com cestas básicas organizadas em formato do número 600.

Os alimentos, cerca de 600 cestas básicas, serão doados para uma cooperativa de catadores de materiais recicláveis.

Como mostrou o jornal Folha de S.Paulo, os representantes das entidades vão ao Congresso no mesmo dia para entregar a “Agenda Parlamentar das Centrais”, que reúne projetos e posicionamentos do movimento sindical, aos presidentes da Câmara e do Senado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos