Centrais sindicais se reúnem em apoio a enfermeiros após suspensão do piso da categoria

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - As centrais sindicais se reuniram para manifestar apoio aos enfermeiros depois da decisão liminar do ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), que suspendeu o novo piso salarial da categoria, neste domingo (4).

Em nota assinada por representantes das centrais CUT, Força Sindical, UGT, CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores) e CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), as entidades pediram sensibilidade social ao STF.

"É importante ressaltar que a lei foi aprovada no Congresso e sancionada parcialmente pela presidência da República e é resultado de amplo debate e fruto de um consenso da sociedade para a valorização de uma categoria profissional essencial, que esteve à frente do combate à pandemia", diz o documento.

O posicionamento conjunto das centrais pode ser um sinal de reforço aos atos que estão sendo convocados por entidades da enfermagem para sexta (9) na porta de hospitais e casas de saúde em defesa do novo piso da categoria.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos