CEO da Exame analisa desafios da agenda econômica no Brasil

Afetado pela crise sanitária provocada pela pandemia de Covid-19 e por outros fatores externos ainda mais recentes, como a guerra na Ucrânia, o cenário econômico atual apresenta uma complexidade difícil não apenas de ser vivida, mas também de ser analisada. Em conversa com o Yahoo Finanças, Renato Mimica, co-CEO da Exame e sócio do BTG Pactual, refletiu sobre alguns aspectos da agenda econômica que deve pautar as próximas eleições no Brasil e sobre o desafio dos governantes em conter a inflação e prestar assistência às camadas mais pobres da população.

“Principalmente em 2021, nós tivemos políticas econômicas e monetárias globais muito expansionistas para o combate à pandemia (...) Naturalmente, isso causa inflação, que, infelizmente afeta as camadas mais pobres da população”, afirma Mimica ao destacar o exemplo dos Estados Unidos, que imprimiram trilhões de dólares para injetar na economia no período pandêmico. Como reflexo, a inflação do país subiu para 9,1% no acumulado de 12 meses encerrado em junho de 2022, o maior nível para o período em 41 anos.

CEO explica que cenário inflacionário é ainda pior: já em 2021, entramos na casa dos 10% de onde ainda não conseguimos sair. Foto: Getty Images
CEO explica que cenário inflacionário é ainda pior: já em 2021, entramos na casa dos 10% de onde ainda não conseguimos sair. Foto: Getty Images

No Brasil, o cenário inflacionário é ainda pior: já em 2021, entramos na casa dos 10% de onde ainda não conseguimos sair. Mimica explica que a inflação, naturalmente, atinge as camadas mais baixas da população. “No caso das commodities, por exemplo, que representam um percentual maior da cesta de consumo, porque comida e combustível são mais relevantes para as pessoas mais pobres do que para as ricas, que tem uma cesta de consumo muito mais ampla”, avalia o executivo.

De acordo com o CEO da Exame, há pouca margem de manobra para trazer mais ofertas de commodities no curtíssimo prazo, mas o governo tem o desafio de resolver a questão dos altos preços, seja em forma de subsídio ou de redução tributária, como estamos acompanhando com o ICMS. Além disso, Mimica ressalta a urgência de suporte às populações menos assistidas diante da escalada da fome e da miséria.

Mais investidores; maior atenção

Apesar do cenário de crise na macroeconomia, o Brasil vive um momento de maior acessibilidade ao mercado financeiro, que Mimica associa ao aumento no número de plataformas digitais de investimento e ao surgimentos de educadores financeiros nas redes sociais. Em janeiro de 2022, a Bolsa do Brasil (B3) atingiu a marca de 5 milhões de contas de pessoas físicas abertas em corretoras no país. Em 2021, houve um aumento de 1,5 milhão de investidores pessoa física no mercado de capitais, crescimento de 56% na comparação com o ano anterior.

Mimica comemora os avanços que revelam o amadurecimento do mercado brasileiro e considera bem-vindos os educadores financeiros. Mas, alerta para o perigo das fake news também neste ramos. “A tecnologia exponencializa coisas boas, mas também traz coisas ruins. A dica é que não tem grandes atalhos. Todos que prometem grandes retornos muito rápidos são suspeitos”, afirma o analista de ações. Ter atenção à linguagem e à credibilidade da fonte da informação é fundamental: “investimentos não são loteria”, diz o executivo.

Trajetória no BTG & Exame

Co-CEO da Exame ao lado de Pedro Valente desde 2021, Renato Mimica é formado em Administração de Empresas pela FGV EAESP e é sócio do BTG Pactual, onde, ao longo dos últimos dez anos, passou pelas áreas de Research (análise de ações), diretoria da Exame (à frente da nova vertente de negócios Exame Invest) e liderou a equipe de analistas de investimentos do BTG Pactual digital.

Criada em 1967, a revista Exame foi comprada, em 2019, pelo BTG Pactual Holding do Grupo Abril, por R$ 72,374 milhões. Hoje, além do núcleo editorial, a marca tem outras três unidades de negócio: a Exame Academy (plataforma digital de cursos), a Exame Research (braço de análise do mercado financeiro) e a Exame Experience (unidade de eventos corporativos relacionados aos temas explorados pela revista).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos