CEO da Moderna diz que dados para vacina específica contra variante Ômicron devem sair em março

·1 min de leitura
Vacinação contra Covid-19

(Reuters) - A candidata à vacina contra a variante Ômicron do coronavírus da farmacêutica Moderna Inc entrará em desenvolvimento clínico nas próximas semanas, já que a empresa espera poder compartilhar dados com as agência reguladoras em março, afirmou o CEO, Stéphane Bancel, nesta segunda-feira.

"A vacina está sendo finalizada... ela deve estar na fase clínica nas próximas semanas. Estamos esperando ter os dados para compartilhar com os reguladores em março para então pensarmos nos próximos passos", disse Bancel na conferência virtual Agenda Davos, do Fórum Econômico Mundial.

A Moderna também desenvolve um imunizante único combinando uma dose de reforço contra a Covid-19 e sua vacina experimental contra a gripe.

Bancel disse que o melhor cenário possível seria se a vacina da Covid/gripe estivesse disponível no último trimestre de 2023, pelo menos em alguns países.

"Nosso objetivo é ter uma dose de reforço anual única, para que não tenhamos questões como a possibilidade de tomar duas ou três vacinas a cada inverno".

Muitos países já estão oferecendo uma terceira dose de vacina da Covid-19 para seus cidadãos, especialmente para os mais velhos e imunocomprometidos, enquanto Israel já começou a oferecer a seus cidadãos uma quarta dose.

(Reportagem de Mrinalika Roy em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos