CEO da Pfizer diz que quem espalha informações falsas sobre vacinas contra Covid-19 é 'criminoso'

RIO — O CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse nesta terça-feira, dia 9, que as pessoas que propagam informações falsas sobre as vacinas contra Covid-19 são "criminosas" que "custaram milhões de vidas". A declaração foi dada a Frederick Kempe, CEO do think thank Atlantic Council, com sede na capital dos EUA, Washington. Bourla acrescentou que vê este grupo como "muito pequeno", enganando aqueles que estão hesitantes em se vacinar.

"Essas pessoas são criminosas", disse Bourla. "Elas não são pessoas más. Elas são criminosas porque literalmente custaram milhões de vidas".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos