Cerca de 25 mil vigilantes do município do Rio terão reajuste anual de 10,16%

·1 min de leitura

Cerca de 25 mil vigilantes que atuam no município do Rio terão reajuste salarial de 10,16%, referente à inflação acumulada ao longo do ano passado, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor, medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. A data-base da categoria é 1° de janeiro. Portanto, o aumento virá já em fevereiro.

O acordo foi firmado na última quarta-feira (dia 26) entre o Sindicato dos Vigilantes (SindVigRio) e o sindicato patronal.

Pelos termos do acordo, o vigilante de escolta — que atua, por exemplo, no transporte de valores — passa a receber um rendimento mensal de R$ 2.809,14, incluindo o adicional de periculosidade. O auxílio refeição/alimentação para este grupo de trabalhadores foi reajustado para R$ 34,15 por dia trabalhado.

Já o vigilante patrimonial — que trabalha em empresas e repartições públicas, por exemplo — passa a ganhar, com o adicional de periculosidade, R$ 2.160,88 por mês. Além disso, neste caso, o tíquete refeição/alimentação subiu para R$ 31,95 por dia trabalhado.

Pagamento de diárias para eventos

O acordo garantiu ainda um aumento do valor da diária de eventos para os vigilantes com jornada de 12 horas. O valor passa para R$ 160,83. Para aqueles carga horária de 10 horas, a diária ficou em R$ 137,70. Nos dois casos, são incluídos lanche misto, fruta e bebida.

Para o vigilante de eventos, também foi concedido o tíquete-refeição de R$ 31,95.

.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos