Cerca de metade de demissões da Meta foram na área de tecnologia, dizem executivos

OAKLAND (Reuters) - A Meta afirmou a seus funcionários nesta sexta-feria que 54% das 11 mil demissões realizadas nesta semana pela companhia ocorreram em áreas de negócios e o restante foram realizados em setores de tecnologia.

Executivos da Meta, dona do Facebook e do Instagram, falando numa reunião com funcionários ouvida pela Reuters, também disseram que a empresa está desistindo dos negócios com o dispositivo Portal e que reduzir gradativamente o trabalho no segmento de relógios inteligentes.

A equipe de recrutamento da Meta foi cortada pela metade, afirmaram os executivos.

Na quarta-feira, a Meta anunciou demissão de 13% de sua força de trabalho, a primeira demissão em massa nos 18 anos de história da gigante das redes sociais.

O presidente-executivo da Meta, Mark Zuckerberg, afirmou que a empresa não está planejando um crescimento acentuado de pessoal na unidade Reality Labs, responsável pelos bilionários investimentos no que chama de "metaverso".

As ações da Meta terminaram o dia em alta de 1%, cotadas a 113 dólares.