Cerimónia em memória de Isabel II na Catedral de São Paulo

Foi na Catedral de São Paulo, em Londres, que decorreu a primeira cerimónia religiosa em memória de Isabel II. Vieram prestar homenagem cerca de duas mil pessoas, incluindo a nova primeira-ministra, Liz Truss, o líder trabalhista, Keir Starmer, e o presidente da Câmara de Londres, Sadiq Khan.

Os membros da família real britânica não estiveram presentes neste tributo histórico, no qual pela primeira vez se entoou o hino já alterado de "God Save the Queen" para "God Save The King".

Foi também transmitido o primeiro discurso oficial de Carlos III, no qual o rei declarou ter sido educado "para valorizar o sentido do dever para com os outros. E cumprir com o maior respeito as valiosas tradições, liberdades e responsabilidades da história singular do país e do sistema de governo parlamentar". O novo monarca salientou que, tal como Isabel II, se compromete solenemente "a respeitar os princípios constitucionais no coração da nação".

Pouco antes desta alocução, Carlos III encontrou-se com a nova chefe do executivo britânico, Liz Truss, que inicia o mandato num momento particularmente conturbado para o país.