Chacina de família no DF: cabeleireira e filhos serão enterrados hoje

O sumiço da cabelereira e dos filhos deu origem à investigação sobre o assassinato de sete pessoas da mesma família.

Carro carbonizado em que quatro corpos foram encontrados, em Cristalina, Goiás
(Divulgação/Polícia Militar)
Carro carbonizado em que quatro corpos foram encontrados, em Cristalina, Goiás (Divulgação/Polícia Militar)

Os corpos de quatro vítimas da chacina de família no Itapoã (DF), Elizamar da Silva, 37 anos, e três filhos dela — Gabriel, 7, Rafael, 6, e Rafaela, 6 — serão enterrados nesta segunda-feira (23), no Cemitério Municipal de Planaltina (GO). Três pessoas estão presas pelo crime e um segue foragido.

O sumiço da cabelereira e dos filhos deu origem à investigação sobre o assassinato de sete pessoas da mesma família. Elizamar também é mãe de um jovem de 24 anos e uma adolescente de 18, que avisaram a polícia sobre o sumiço da mãe.

Os quatro foram encontrados carbonizados, em um carro encontrado em Cristalina (GO), no último dia 12. Na quinta-feira (19), a Polícia Civil do Goiás (PCGO) identificou, por meio de amostras de DNA, quem eram as vítimas. A investigação do caso continua.

A Polícia Civil do Distrito Federal revelou que há "indícios" de que as pessoas desaparecidas, ligadas à chacina que executou toda uma família na região, estejam mortas.

Estas quatro pessoas teriam sido assassinadas também pelos responsáveis pelas mortes da cabeleireira Elizamar Silva, dos três filhos, da cunhada e da sogra dela.

A polícia, na última semana, encontrou sete corpos; cinco deles de desaparecidos. As vítimas são:

  • Elizamar da Silva, 39 anos

  • Rafael da Silva, 6 anos

  • Rafaela da Silva, 6 anos

  • Gabriel da Silva, 7 anos

  • Marcos Antônio Lopes de Oliveira, 54 anos

O corpo de Marcos Antônio estava desmembrado e enterrado em uma cova improvisada, no cativeiro onde os desaparecidos ficaram em cárcere.

Ainda estão desaparecidos:

  • O marido de Elizamar, Thiago Gabriel Belchior, de 30 anos

  • A sogra de Elizamar, Renata Juliene Belchior, de 52 anos

  • A cunhada de Elizamar, Gabriela Belchior, de 24 anos

  • A ex-mulher de Marcos Antônio, Cláudia Regina Marques de Oliveira

  • A filha de Marcos e Regina, Ana Beatriz Marques de Oliveira.

Até o momento, três pessoas estão presas por suspeita de participação na chacina. O quarto suspeito do crime foi identificado como Carlomam dos Santos Ribeiro, 26 anos e está foragido.