Chadwick Boseman não 'voltará' digitalmente em 'Pantera Negra 2', afirma produtora

O Globo
·2 minuto de leitura
Divulgação
Divulgação

RIO — Chadwick Boseman não ressurgirá digitalmente em “Pantera Negra 2”. A informação foi confirmada pela produtora da Marvel, Victoria Alonso, em entrevista ao jornal argentino Clarín. Segundo Alonso, o estúdio está estudando uma forma de continuar a história sem o ator, morto em agosto, aos 43 anos.

Desde outubro, discutia-se a possibilidade de a sequência, prevista para 2022, utilizar recursos digitais para trazer de volta seu protagonista, vítima de um câncer de cólon. A hipótese levantou debates sobre os limites dos efeitos visuais no cinema.

Na entrevista, Alonso foi questionada sobre a chance de um “clone digital” de Chadwick, mas a negou. Ela afirmou que a Marvel está “pensando cuidadosamente” sobre como a sequência de “Pantera negra” será produzida sem o ator.

“Há apenas um Chadwick, e ele não está conosco. Nosso rei, infelizmente, morreu na vida real, não apenas na ficção, e estamos demorando um pouco para ver como retomamos a história e o que fazemos para honrar este capítulo que aconteceu conosco e que foi tão inesperado, doloroso, terrível”, disse a produtora.

Alonso, que é argentina, elogiou o ator e disse que sua atuação como Pantera Negra “deixou seu momento na história”:

“Chadwick não foi apenas uma maravilha de ser humano a cada dia dos cinco anos que passamos juntos, mas também me parece que o que ele fez como personagem nos elevou como empresa, e deixou seu momento na história. Sei que, às vezes, se passam dois meses ou passam três meses de produção e se diz: ‘já foi muito tempo’. Mas não é muito tempo, temos que pensar cuidadosamente sobre o que vamos fazer, e como vamos honrar a franquia”.

As filmagens de “Pantera negra 2” estão previstas para começarem no início de 2021, com estreia em 2022. A sequência será dirigida por Ryan Coogler, que também assina o primeiro filme do herói.