Chaim Zaher se torna o maior acionista individual da Yduqs e amplia aposta no setor de educação

·1 minuto de leitura

RIO - A Yduqs, holding de redes de ensino superior, informou nesta terça-feira que o empresário Chaim Zaher passou a deter 7,5% das ações da companhia na Bolsa brasileira, a B3. Com a compra das ações, o antigo dono da Estácio, hoje Yduqs, tornou-se o maior acionista individual da empresa.

O bilionário libanês, naturalizado no Brasil, hoje está à frente do Grupo SEB, gigante da educação básica privada do país, dono de redes como AZ e Maple Bear.

O movimento de compra das ações da Yduqs confirma as apostas do bilionário no crescimento da educação privada no Brasil. A holding é dona de marcas como Estácio, Ibmec, e SJT Med.

Em entrevista ao GLOBO nesta segunda-feira, Chaim disse que pretende abrir novas unidades das marcas do SEB e também fazer aquisições. Para o empresário, o segmento "premium" de educação tende a crescer no pós-pandemia.

No início de junho, Chaim já havia adquirido 2,21% do capital social da Yduqs por meio de instrumentos derivativos (swaps). Nesta terça-feira, a companhia informou por meio de fato relevante que Chaim e sua esposa, Adriana Baptiston Cefali Zahel, compraram em conjunto, como Família Zaher, mais 5,3% das ações da holding, totalizando 7,5%.

Apesar disso, o comunicado ressalta que o objetivo da participação acionária "éestritamente investimento, não objetivando qualquer alteração de controle societário ou estruturaadministrativa da Companhia".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos