Chanceler da Rússia critica disposição da Ucrânia para negociações

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O chanceler russo, Serguei Lavrov, falou nesta segunda-feira (25) sobre as negociações de paz com a Ucrânia e o futuro do conflito. Segundo o ministro, que garantiu que manterá o diálogo com Kiev, a crise irá terminar com um acordo, mas seu conteúdo dependerá da situação militar.

Lavrov criticou os ucranianos por apenas "aparentar" disposição para negociar. "A boa vontade tem limites. E se não for recíproca, não contribui para o processo de negociação", disparou Lavrov, de acordo com agências de notícias russas. "Mas continuaremos negociando com a equipe enviada por Zelenski, e os contatos continuarão."

Em uma entrevista à TV estatal russa, o chanceler trouxe de volta a ameaça nuclear, afirmando que Moscou quer descartar esse tipo de conflito apesar dos altos riscos que diz haver neste momento. "Não gostaria de elevar esses riscos artificialmente. Muitos gostariam disso. O perigo é sério, real e não devemos subestimá-lo."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos