Chanceler de Maduro 'recupera' embaixada na Bolívia

·1 minuto de leitura
O chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, em Caracas, em 28 de setembro de 2020
O chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, em Caracas, em 28 de setembro de 2020

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, comandou nesta segunda-feira (9) a "recuperação" da embaixada de seu país em La Paz, que estava nas mãos de um representante do líder oposicionista Juan Guaidó, já que o mesmo era reconhecido pelo governo anterior, de Jeanine Áñez.

"A partir das instruções do presidente @NicolasMaduro e com a paixão do povo boliviano, recuperamos nossa embaixada no Estado Plurinacional da Bolívia", afirmou Arreaza em sua conta no Twitter.

Ele acrescentou que "os usurpadores a desmontaram. Levaram livros, computadores, obras de arte. Até o busto do Libertador foi roubado". A entrada foi pacífica, segundo vídeos divulgados pelo chefe da diplomacia venezuelana.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse pelo Twitter que "Bolívar e Chávez voltaram à nossa embaixada em La Paz, de mãos dadas com o heróico povo boliviano, que deu uma poderosa lição ao mundo de dignidade e consciência".

Maduro declarou ainda que "o fascismo e a ditadura foram derrotados. Retomaremos o caminho da unidade da Grande Pátria", um dia após a posse de seu aliado político Luis Arce como presidente da Bolívia.

jac/dga/ic/lb