Chanceler troca militar por diplomata no comando da Apex-Brasil

Eliane Oliveira
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - Duas semanas após tomar posse como ministro das Relações Exteriores, Carlos França fez a segunda mudança em sua equipe. Depois de escolher como secretário-geral o embaixador Fernando Simas Magalhães no lugar de Otávio Brandelli, França decidiu substituir o atual presidente da Agência de Promoção de Exportações (Apex-Brasil), o contra-almirante Sergio Segovia, pelo diplomata Augusto Pestana.

A saída de Segovia, prevista para o próximo mês de maio, foi discutida nesta quinta-feira, em reunião entre ele e o chanceler. Segundo uma fonte do governo, será uma transição suave entre um dirigente e outro do órgão, subordinado ao Itamaraty.

Pestana foi diretor de negócios da Apex na gestão de Segovia e é próximo do chanceler. O perfil do diplomata se adequa ao plano de voo elaborado por Carlos França para a promoção de comércio, a atração de investimentos e o processo de adesão do Brasil à Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Já Sergio Segovia assumiu a Apex em maio de 2019, em um momento de crise. Foi o terceiro presidente nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Antes dele, estiveram no cargo Alex Carreiro e Mário Vilalva, que se desentenderam com dois diretores da agência: Letícia Catelani e Márcio Coimbra. No primeiro dia de trabalho de Segovia, Letícia e Coimbra foram destituídos.