Chapecoense, diante do Operário-PR, tenta sustentar a ponta da Série B pela primeira vez

Futebol Latino
·1 minuto de leitura


Depois de ter conseguido assumir a liderança da Série B do Brasileirão não última rodada e ver ela ser sustentada com o empate em 3 a 3 do Cuiabá contra o Paraná, a Chapecoense joga pela 18ª Rodada diante do Operário-PR para manter a condição de ponteira.

Tendo 33 unidades e estando à frente dos cuiabanos apenas pelos critérios de desempate (saldo de gols 13 contra 9 do time de Mato Grosso), a Chape recebe na Arena Condá contra uma equipe que passa por uma situação inusitada se pensarmos na postura adotada nos últimos anos.

Isso porque, depois de quatro anos sendo responsável por dirigir tecnicamente o Fantasma, após a derrota frente ao Cruzeiro na última rodada, Gerson Gusmão deixou o comando técnico do clube que, posteriormente, anunciou a chegada de Matheus Costa.

E o cenário encontrado pelo novo treinador não é nada amistoso, pelo menos para a sua estreia. Isso porque, além da sequência negativa de quatro derrotas, quatro empates e duas vitórias nas últimas 10 partidas, o time de Ponta Grossa não conta com nove atletas que testaram positivo para Covid-19. São eles o zagueiro Reniê, os volantes Jiménez, Mazinho e Fábio, os meias Cristhian Aguada, Rafael Chorão, Tomás Bastos e Pedro Ken além do atacante Schumacher.

A equipe catarinense, que já tinha um departamento médico bastante populoso, terá de fazer uma mudança para o próximo compromisso na zaga onde Jolíson está suspenso por cartões amarelos e Felipe Garcia tem problema muscular.