Charmosa e de fácil instalação, a banheira ‘freestanding’ desempenha papel de protagonista nos projetos mais desejados da temporada

·3 min de leitura

A tendência do banheiro spa veio para ficar — e, pelo visto, se multiplicar. Se antes, eram exclusivos dos cômodos grandes e sofisticados, agora, conquistaram moradores de casas, digamos, mais “reais” com clima relax e aconchegante, inspirando uma rotina de autocuidados. E com um quê de suíte de hotel. Nesse enredo, surge como estrela a banheira freestanding, nome dado aos modelos de sobrepor, ou seja, que não são de embutir. O Pinterest aponta a busca pelo item entre as que mais crescem em sua plataforma, no tema decoração.

Para um banheiro de cinco metros quadrados, a arquiteta Suzana Azevedo optou por uma banheira estilo vitoriana, em fibra de vidro (da Sarah Decor), levando o maior charme vintage ao ambiente. Casou com o piso todo coberto de ladrilho hidráulico em forma hexagonal, verde e branco. “Para dar essa atmosfera spa, sugiro investir em acessórios de materiais naturais e artesanais, que tiram a impessoalidade comum aos banheiros. Nesse, escolhi uma escada para servir de toalheiro e cortina de persiana de bambu. Vale ainda espalhar sabonetes e velas aromáticas, plantas, cestos, espelho arredondado…”, dá a dica.

No apê-estúdio de um advogado solteiro, em São Francisco, Niterói, a freestanding (Mondiale) aparece integrada à sala e à cozinha, fixada próxima à janela para virar ponto de contemplação do mar. O engenheiro civil Jone Elias, da J1 Arquitetura, explica que esta é uma das vantagens da peça — por não ocupar muito espaço e ser de fácil instalação, há grande liberdade para posicioná-la: “Exige apenas pequenas adaptações na estrutura hidráulica existente, se comparada a um modelo de embutir, além de demandar menos manutenção. Bastam a instalação de água e um ponto no chão para o desague no esgoto. Importante um piso bem nivelado e também impermeabilizar a área”.

Ainda na parte técnica, estão na lista de vantagens a falta de necessidade de uso de material de arremate na instalação e contratação de serviço de mão de obra específica. E pode ser fixada quando o ambiente já estiver pronto — basta escolher a peça com antecedência. Acabam ficando mais leves para o bolso.

Por essas facilidades, a arquiteta Virna Carvalho sugeriu a banheira de sobrepor (Doka Mozzano) para um casal na faixa dos 30 anos, que mora na Barra da Tijuca, refazendo o layout do ambiente para deixar a peça mais ao centro. “Esse modelo de imersão dá a mesma sensação de relaxamento de um ofurô, por isso, fica perfeito quando o objetivo é remeter a um spa”, assegura Virna.

A designer de interiores Roberta Devisate complementa ressaltando que o produto sempre representou uma peça de desejo. Agora, a procura cresce na mesma proporção em que se busca qualidade de vida. “Mais do que nunca, estamos atrás de recursos que permitam nos desconectar e favoreçam a rotina de cuidados interiores. As pessoas estão passando mais tempo dentro de suas casas e esses novos hábitos despertaram a vontade de equilibrar trabalho, lazer e bem-estar”, opina Roberta.

Os modelos partem de R$ 2 mil e chegam até 10 vezes esse valor, com opções de jacuzzi e cromoterapia incluídas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos