Chave da prisão onde Napoleão morreu é leiloada por 112 mil dólares

·1 minuto de leitura
Uma assistente dá os toques finais a uma exposição de um aparelhos de jantar de porcelana Sèvres fabricado para Napoleão Bonaparte, na Sotheby's, em Londres, em 7 de janeiro de 2021.

A chave do quarto onde Napoleão morreu enquanto estava detido pelos britânicos na ilha de Santa Helena foi leiloada nesta quinta-feira (14) por 81.900 libras (92 mil euros, 112 mil dólares), informou a casa de leilões britânica Sotheby's.

Onze interessados participaram do leilão do objeto de metal, de 13 cm de comprimento, que foi adquirido por uma quantia 16 vezes superior à estimativa inicial, que era de três a cinco mil libras (5.500 euros, 6.700 dólares).

A peça foi encontrada "em um envelope, no baú de uma casa escocesa", explicou David MacDonald, especialista em móveis britânicos da Sotheby's, em nota divulgada antes do leilão.

"A família que a mantinha sempre soube que ele estava em algum lugar, mas que havia sido escondida", acrescentou.

Um soldado chamado Charles Richard Fox, que estava na ilha de Santa Helena após a morte do imperador francês em 1821, levou a chave para a Escócia para dar a sua mãe. A "grande admiradora" do estadista chegou a lhe enviar doces e livros durante seu cativeiro.

Seus descendentes finalmente encontraram a chave e decidiram leiloá-la.

"Muitas vezes vemos objetos associados a Napoleão, pinturas importantes ou móveis incríveis de uma de suas residências", disse David MacDonald, "mas há algo muito poderoso nesta chave, especialmente porque vem do lugar onde ele foi preso e morreu".

"Era um objeto tão forte e poderoso naquela época quanto é hoje", estimou.

O próprio Fox retirou a chave da fechadura durante uma visita após a morte de Napoleão, afirmou ele em uma carta de 6 de setembro de 1922, que foi vendida com o objeto.

cdu/jvb/age/jc/mvv