Checamos: áudio exagera dados sobre casos de nova variante no Brasil

·1 min de leitura
  • Gravação viral traz informações desencontradas sobre cepa recém-descoberta

  • Ao contrário do que o áudio afirma, não é verdade que a nova variante foi identificada em todos os estados da costa brasileira. Na verdade, foram detectados seis casos em todo o Brasil até o momento

  • "Ainda não está claro se a ômicron é mais transmissível em comparação com outras variantes", afirma OMS

Gravação de voz que tem sido compartilhada em aplicativos de mensagens instantâneas faz diversas afirmações sobre a nova variante da Covid-19, chamada de ômicron.

O aúdio, contudo, mistura informações reais com dados contraditórios. Em um trecho da mensagem, por exemplo, a interlocutora afirma que "todos os estados brasileiros 'que fazem o litoral do país' já estão confirmados os casos da ômicron, nova variante da Covid-19", o que não é verdade. No Brasil, até o momento, já foram registrados seis casos, com três no estado de São Paulo, dois no Distrito Federal e um detectado no Rio Grande do Sul.

A mulher ainda afirma enganosamente que a nova cepa da Covid-19 é uma "variante mortal". Entretanto, como a descoberta é recente, ainda não existem estudos conclusivos sobre a taxa de letalidade ou transmissibilidade da nova variante.

Áudio que circula no WhatsApp traz informações enganosas sobre a variante ômicron (Foto:Pixabay)
Áudio que circula no WhatsApp traz informações enganosas sobre a variante ômicron (Foto:Pixabay)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que a variante representa um risco elevado, contudo ressaltou que "ainda não está claro se a ômicron é mais transmissível em comparação com outras variantes, incluindo a delta. O número de pessoas com teste positivo aumentou em áreas da África do Sul afetadas por esta variante, mas estudos epidemiológicos estão em andamento para entender se é por causa da ômicron ou outros fatores".

O órgão classificou a nova cepa como uma variante de preocupação, contudo, ainda serão necessárias algumas semanas para compreender melhor o seu impacto. "Esta variante apresenta um grande número de mutações, algumas das quais preocupantes. A evidência preliminar sugere um risco aumentado de reinfecção por esta variante", disse a organização em comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos