Checamos: desembargador do caso ‘rachadinha’ não estava na comitiva presidencial em Dubai

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Marcelo Buhatem, que aparece na foto, disse estar de férias e se encontrou com o presidente na ocasião

  • Em nota publicada pela Andes, o magistrado afirma que não usou dinheiro público para a viagem

  • Buhatem por julgar a denúncia de “rachadinha” no gabinete de Flávio Bolsonaro

Publicações compartilhadas nas redes sociais alegam que o desembargador responsável pelo julgamento da denúncia de “rachadinha” envolvendo o gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), filho de Jair Bolsonaro (sem partido), estaria na comitiva do mandatário brasileiro em Dubai. Contudo, Marcelo Buhatem, mencionado nas postagens, não é o responsável pelo julgamento da ação que julga que aponta supostos desvios de salários dos assessores do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) quando ele era deputado estadual.

Marcelo Buhatem, que aparece na foto, disse estar de férias e se encontrou com o presidente Bolsonaro durante passagem da comitiva em Dubai (Foto: Twitter/Reprodução)
Marcelo Buhatem, que aparece na foto, disse estar de férias e se encontrou com o presidente Bolsonaro durante passagem da comitiva em Dubai (Foto: Twitter/Reprodução)

“Marcelo Buhatem,desembargador q era responsável pelo caso das rachadinhas de Flávio Bolsonaro, está fazendo em Dubai? O FIM DA CORRUPÇÃO. Basta ter um PGR submisso,um juiz amigo no RJ (Noronha), um desembargador pro Flávio Rachadinha, trocar delegados e impor sigilos de 100 anos”, diz a descrição de um post compartilhado nas redes sociais.

O texto engana ao dizer que Buhatem seria responsável por julgar a denúncia oferecida pelo MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro). Na verdade, o magistrado é desembargador da seção cível do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), como mostra o site do órgão. Já o processo que investiga o caso “rachadinhas” no gabinete de Flávio Bolsonaro corre em sigilo e tramita na área criminal, está atualmente no Órgão Especial, a composição dos magistrados do tribunal pode ser verificada aqui.

A foto viral foi publicada pelo deputado Hélio Lopes em 14 de novembro deste ano, quando Bolsonaro já estava em Dubai. Buhatem é presidente da Andes (Associação Nacional dos Desembargadores), em nota publicada pelo órgão afirmou estar de férias e se encontrou com Bolsonaro em alguns compromissos da agenda presidencial, sem onerar os cofres públicos. "Vale ressaltar que não usei dinheiro público, nem da ANDES ou tampouco avião do governo", declarou em comunicado.

O conteúdo enganoso também foi verificado pela AFP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos