Checamos: Na CNN, Lula citou dados errados sobre legado econômico de seu governo

Candidato ao Planalto e ex-presidente Lula em entrevista à CNN em 12 de setembro de 2022 (Foto: Internet / Reprodução)
Candidato ao Planalto e ex-presidente Lula em entrevista à CNN em 12 de setembro de 2022 (Foto: Internet / Reprodução)
  • Na última segunda-feira (12), o ex-presidente Lula concedeu uma entrevista à CNN

  • Na conversa, ele tratou sobre diversos temas econômicos, dentre eles, sobre o crescimento do varejo e sobre o fluxo comercial em sua gestão

  • Contudo, o ex-mandatário mencionou números errados sobre o legado econômico de seu governo

Na noite da última segunda-feira (13) o candidato ao Planalto e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi entrevistado pela CNN. Na conversa, ele tratou sobre diversos temas e citou o legado econômico de seu governo. Como exemplos dos feitos de sua gestão, ele citou o crescimento do varejo e do fluxo da balança comercial. Ao falar sobre esses assuntos, contudo, o candidato mencionou dados errados.

Confira a checagem do Yahoo! Notícias sobre a declaração do candidato.

Crescimento do varejo

"Eu deixei a presidência crescendo [...] no varejo crescendo 13%."

Candidato ao Planalto e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista à CNN, em 12 de setembro de 2022

O dado mencionado pelo ex-presidente é diferente do apresentado pela Pesquisa Mensal de Comércio do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) publicada em 2010, último ano da gestão de Lula.

Conforme o documento mostra, o volume de vendas do comércio varejista cresceu 10,9% em relação a 2009.

Já a receita nominal apresentou um avanço de 14,5% no mesmo período. O valor, porém, não considera a inflação daquele ano.

Balança comercial

"Quando cheguei na Presidência da República, nosso fluxo de balança comercial era US$ 108 bilhões, nós deixamos com quase US$ 482 bilhões"

Candidato ao Planalto e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista à CNN, em 12 de setembro de 2022

De fato, em 2002 – ano em que o ex-mandatário assumiu o governo brasileiro –, o fluxo da balança comercial, atingiu US$ 108,3 bilhões. Naquele ano, exportaram-se US$ 60,1 bilhões e importaram-se US$ 48,2 bilhões.

O fluxo da balança comercial pode ser entendido como corrente de comércio, indicador que soma dos volumes de exportação e de importação

Contudo, o valor referente ao último ano de governo de Lula difere do mencionado à CNN de US$ 482 bilhões. Em 2010, foram exportados US$ 200,4 bilhões e importados US$ 183,3 bilhões. Isso resultou em uma corrente comercial de US$ 383,7 bilhões.

Os dados foram retirados do Comex Stat, sistema do Governo Federal que reúne dados do comércio exterior brasileiro.

Essa entrevista também foi checada pela Agência Lupa.