Checamos: No JN, Bolsonaro omite agressões de apoiadores em atos antidemocráticos

Presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro em entrevista ao Jornal Nacional em 22 de agosto de 2022 (Foto: Internet / Reprodução)
Presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro em entrevista ao Jornal Nacional em 22 de agosto de 2022 (Foto: Internet / Reprodução)
  • Jair Bolsonaro no JN: Nesta segunda-feira (22), o presidente concedeu uma entrevista ao Jornal Nacional

  • Ao ser questionado sobre o caráter antidemocrático de manifestações em seu favor, ele negou ter havido "ruídos" nos atos

  • No entanto, em mais de uma mobilização em favor do presidente, jornalistas foram agredidos

Na noite desta segunda-feira (22), o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) estreou a série de entrevistas realizada pelo Jornal Nacional com os presidenciáveis.

Participarão também os candidatos Ciro Gomes (PDT), na terça-feira (23), seguido por Lula (PT), na quinta-feira (25), e Simone Tebet, na sexta-feira (26).

Na sabatina desta segunda, ao ser questionado sobre o caráter antidemocrático de manifestações feitas por seus apoiadores, Bolsonaro afirmou que não houve "uma lata de lixo sequer virada nas ruas". Em mais de uma ocasião, no entanto, apoiadores do presidente agrediram jornalistas durante atos em seu favor.

Confira análise da reportagem do Yahoo! Notícias sobre a declaração do mandatário.

Presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro no JN em 22 de agosto de 2022 (Foto: Internet / Reprodução)
Presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro no JN em 22 de agosto de 2022 (Foto: Internet / Reprodução)

Manifestações antidemocráticas

"Você vê as manifestações nossas sem qualquer ruído, uma lata de lixo sequer virada nas ruas"

Presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro em entrevista ao Jornal Nacional em 22 de agosto de 2022

Quando questionado sobre o caráter antidemocrático de manifestações feitas por seus apoiadores, o presidente negou ter havido qualquer tipo de ruído nos atos em seu favor.

Em diferentes ocasiões, no entanto, ocorreram episódios em que jornalistas e profissionais de imprensa foram agredidos por apoiadores do presidente.

Em 3 de maio de 2020, durante um ato pró-Bolsonaro – que contou com a presença do mandatário –, profissionais do jornal "O Estado de São Paulo" que cobriam o evento foram agredidos com chutes, socos e empurrões. O episódio ocorreu na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Em 1º de agosto de 2021, durante uma manifestação também em favor do presidente e em defesa do voto impresso, um jornalista foi agredido em Sorocaba (SP), enquanto realizava a cobertura do ato. Seu equipamento de trabalho foi danificado por um apoiador do mandatário.