Checamos: post distorce gastos de cartão corporativo de presidentes

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Dados distorcidos foram sido compartilhado nas redes sociais

  • É falso que o governo Bolsonaro gastou ‘zero reais’ no cartão corporativo

  • Desinformação a respeito dos gastos circula desde o ano passado

Circula pelas redes sociais uma montagem comparando os valores gastos por Jair Bolsonaro (sem partido), Dilma Rousseff (PT) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante os seus mandatos na Presidência da República. Contudo, os valores que aparecem na imagem estão errados.

“Lula gastou 102 milhões no cartão de crédito da Presidência da República. Dilma gastou 95 milhões. Bolsonaro não usou o cartão presidencial. Zero reais”, diz o post com as informações erradas.

O Cartão de Pagamento do Governo Federal (CPGF), conhecido também como cartão corporativo, é um meio de pagamento utilizado pelo governo para pagamentos de despesas próprias, que podem ser enquadradas como suprimento de fundos. O recurso funciona como um cartão de crédito que pode ser utilizado por servidores de diversas áreas, como os ministérios da Justiça e Segurança Pública, da Economia, da Educação e a própria Presidência da República. O suprimento de fundos “é um adiantamento concedido ao servidor para pagamento de despesas, com prazo certo para utilização e comprovação de gastos”, informa o texto publicado no site do Governo Federal.

Desinformação tem sido compartilhada por apoiadores de Bolsonaro (Foto: Twitter/Reprodução)
Desinformação tem sido compartilhada por apoiadores de Bolsonaro (Foto: Twitter/Reprodução)

Qualquer cidadão pode consultar o Portal da Transparência para verificar os valores gastos com os cartões de pagamentos em cada ano. Só no primeiro ano do governo Bolsonaro foram gastos R$ 7.336,610,01. Ou seja, é falso afirmar que o atual mandatário não tenha utilizado o cartão corporativo.

Os posts ainda citam valores atribuídos aos governos dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff. Durante os dois mandatos do ex-presidente Lula (2003-2011) foram gastos R$ 88.250.815,2. Já a ex-presidente Dilma Rousseff (2011-2016) gastou R$ 44.455.494,52 — valores inferiores aos mencionados na montagem que viralizou.

A peça de desinformação também foi verificada pela AFP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos