Checamos: prefeitura de Fortaleza não distribuiu material para incentivar masturbação de crianças

·1 min de leitura
  • Peça de desinformação circula desde 2019

  • Vídeo tira de contexto material de treinamento para educadores. Em nenhum momento é incentivado o abuso de crianças

  • Yahoo! Notícias já verificou conteúdo enganoso com teor semelhante

Circula nas redes sociais um vídeo em que a deputada federal pelo Partido Social Liberal (PSL) do Ceará Regina Vilella criticando a Secretaria Municipal de Educação da capital do estado pelo treinamento dado a professores e funcionários de creches. Ela afirma que os profissionais teriam sido instruídos a dar “abraços, carícias e masturbação infantil para acalmar as crianças”, o que não é verdade.

“Masturbação infantil para acalmar as crianças nas creches do Ceará com aval da Secretaria de Educação”, é o texto compartilhado com o vídeo em canais do Telegram.

Vídeo com informação enganosa tem sido compartilhado em canais do Telegram (Foto: Telegram/Reprodução)
Vídeo com informação enganosa tem sido compartilhado em canais do Telegram (Foto: Telegram/Reprodução)

De acordo com a Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza, o município não produziu ou distribuiu nenhum material pedagógico sobre sexualidade infantil que incentiva o abuso de crianças nas creches do município.

Os materiais citados no vídeo foram criados e utilizados pela pedagoga e psicóloga Elisabete Cabral durante uma palestra para cerca de 20 formadores educacionais da Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza em 2019. Ou seja, não foi feito recentemente e tampouco incentiva o abuso de crianças nas escolas.

A reportagem do Yahoo! Notícias já analisou conteúdo enganoso com teor semelhante. Na ocasião, foi feita a checagem de uma imagem compartilhada nas redes sociais que tirava de contexto um objeto usado em set de um filme de comédia para disseminar conteúdo falso.

A peça de desinformação também foi verificada pela Agência Lupa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos