Chef Ettore Siniscalchi ensina três receitas servidas em seu restaurante na Barra

Danilo Perelló

RIO — A família de Ettore Siniscalchi trabalha com gastronomia há quatro gerações. A tradição começou com seu bisavô, um imigrante italiano. Hoje chef do restaurante que leva seu nome, ele bem que tentou fugir da cozinha, mas a genética não permitiu. Em 1981, abriu o que ainda era uma loja no Condado de Cascais, na Barra, com a intenção de vender massas, molhos e antepastos.

LEIA MAIS: Heaven Delhaye inaugura seu primeiro restaurante italiano, na Barra

— Queria apenas ter uma lojinha que eu pudesse fechar às 22h. Mas logo apareceu um espaço com uma mesa nos fundos, para os clientes esperarem, e, depois, o restaurante — relembra o dono do Ettore Cucina Italiana, que funciona no mesmo endereço.

A tradição de quase 39 anos de casa foi reunida em um livro, vendido na matriz e na filial do condomínio Cidade Jardim por R$ 35. Mas a renovação é constante. Hoje, cerca de 20% do cardápio do Ettore são de pratos vegetarianos, e há também uma opção de espaguete sem glúten.

— É preciso ficar antenado. Hoje, fazer 40 anos com um estabelecimento não é mole. Quando comecei, dava para contar os carros que passavam aqui na frente — conta o chef de 68 anos.

Aprenda três receitas servidas no Ettore

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)