Chefe da Comissão Eleitoral Federal diz que não há evidências de fraude nos EUA

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A chefe da Comissão Eleitoral Federal, Ellen Weintraub, afirmou neste sábado (7) que a eleição presidencial nos Estados Unidos segue sem nenhuma evidência de fraude. "Houve muito poucas reclamações sobre como essa eleição foi realizada. Muito poucas reclamações com fundamentos, deixe-me colocar dessa forma", disse Weintraub, em entrevista à CNN. "Vocês nem precisam acreditar na minha palavras, porque pessoas de todo o país, especialistas em eleições sem ligações com partidos, vieram e lidaram com esta eleição e com a forma como ela foi conduzida." "Não há evidências de qualquer tipo de fraude eleitoral. Não há evidências de votos ilegais", repetiu Weintraub, contrariando o discurso do presidente Donald Trump e seus apoiadores, segundo o qual o processo de apuração, que aponta Joe Biden como favorito na corrida à Casa Branca, estaria corrompido pelos votos enviados pelo correio. A modalidade postal, entretanto, é utilizada há anos e tem índices de fraude baixíssimos. Embora não tenha provas que sustentem suas acusações, Trump considera fraude o fato de que a apuração preliminar chegou a sugerir sua vitória em diversos estados, até que os votos por correio começaram a ser contados. Republicanos tendem a votar presencialmente, enquanto democratas recorrem ao correio. Não há nada de irregular ou de inesperado nessas mudanças em pontos percentuais —mas ele diz que é um roubo.