Chefe da diplomacia italiana viajará a Catar e Paquistão para discutir Afeganistão

·1 minuto de leitura
O ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi di Maio, discursa durante coletiva de imprensa no museu Ribola, em Matera, em 29 de junho de 2021 (AFP/Alberto PIZZOLI)

O chanceler italiano viajará ao Uzbequistão, Tajiquistão, Catar e Paquistão a partir de sexta-feira para tratar da situação no Afeganistão após a retirada dos ocidentais e o destino dos refugiados, anunciou seu ministério nesta quarta-feira (2).

A viagem de Luigi Di Maio aos países vizinhos do Afeganistão “faz parte das iniciativas internacionais empreendidas pela Itália para enfrentar a crise afegã e as suas consequências para a população”, indicou um comunicado.

O ministério espera discutir com as autoridades locais sobre “a questão dos refugiados e deslocados afegãos, com o objetivo de explorar soluções que facilitem, em colaboração com os países fronteiriços, a assistência humanitária aos refugiados afegãos nos Estados da região”.

No Catar, Di Maio "agradecerá às autoridades locais por sua ajuda essencial à Itália nas operações de retirada do Afeganistão".

gab/cl/eg/jvb/ap/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos