Chefe da WWE Vince McMahon diz que irá se aposentar após acusações de assédio sexual

O principal executivo da World Wrestling Entertainment disse que irá se aposentar após ser alvo de denúncias de assédio sexual. Em junho, ele já havia se afastado de suas funções devido às acusações.

Estádio do Flamengo no Gasômetro: conheça o projeto favorito da diretoria

Colisão com baleia: Casal que mora em veleiro sofre naufrágio e faz vaquinha para resgatar barco

McMahon, no entanto, continuará como um dos principais acionistas da WWE. Na nota em que anunciou sua aposentadoria, o executivo não mencionou as acusações. Sua filha, Stephanie, ocupará seu cargo como interina.

"Nosso público global pode ficar tranquilo sabendo que a WWE continuará a entretê-lo com o mesmo fervor, dedicação e paixão de sempre", diz no texto.

Uma reportagem do Wall Street Journal afirmou que McMahon havia pago US$ 3 milhões a uma paralegal que o acusara de assediá-la no trabalho. Novas denúncias apontaram que ele teria pago, ao todo, US$ 12 milhões a outras quatro mulheres para esconderem o relacionamento que ele mantinha com elas.

McMahon fundou a WWE nos anos 80 e esteve a frente da empresa durante as últimas décadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos