Em post, chefe de diversidade do Google xingou judeus

·1 minuto de leitura
Fachada do Google. (Foto: AP)
Fachada do Google. (Foto: AP)
  • Executivo do Google escreveu em blog em 2007 que judeus têm ‘apetite insaciável pela guerra e por matar’.

  • Kamau Bobb falou ainda que judeus são insensíveis ao sofrimento alheio.

  • Google ainda não se pronunciou sobre o caso.

Um executivo do Google, atualmente o chefe de diversidade da empresa, afirmou em um post de blog escrito em 2007 que judeus têm um “apetite insaciável pela guerra e por matar” e que eles tendem a ser insensíveis ao sofrimento alheio.

As informações são do jornal New York Post.

Leia também:

Kamau Bobb fez a afirmação antes de entrar para o Google, mas críticos questionaram como a empresa não fez uma avaliação anterior de seu histórico, com inclinações antissemitas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Bobb afirmou ainda, em um post intitulado “se eu fosse judeu”, que falta sensibilidade aos judeus mesmo após tragédias como a do holocausto, onde milhões foram executados em campos de concentração da Alemanha nazista.

Os comentários do hoje funcionário do Google foram uma crítica direcionada ao estado de Israel por conta de suas campanhas de guerra na Faixa de Gaza, mas acabaram transbordando para um discurso antissemita.

A área de diversidade de uma empresa, como a que Bobb lidera, tem justamente como objetivo fomentar uma cultura mais inclusiva para todas as raças, religiões e orientações sexuais. O Google ainda nãos e pronunciou sobre o caso.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube