Chefe da segurança dos filhos de "El Chapo" é morto no México

Joaquin "El Chapo" Guzman

O chefe dos seguranças dos filhos do traficante mexicano Joaquín "El Chapo" Guzmán foi morto por militares em seu reduto de Sinaloa (noroeste), depois de ter fugido de uma prisão junto com o filho de outro lendário narcotraficante, informou a procuradoria local.

Francisco Javier Zazueta Rosales, ou "El Chimal", morreu na tarde de sexta-feira durante um confronto com efetivos da Marinha Armada do México, nas imediações da localidade de San Cayetano, em Culiacán, capital de Sinaloa.

Segundo as autoridades, Zazueta era suspeito de ordenar e participar na embocada contra militares que deixou cinco mortos e dez feridos em 30 de setembro de 2016.

Preso em fevereiro, fugiu em 16 de março de um presídio de Culiacán junto com outros quatro homens, entre eles Juan José Esparragoza, conhecido como "El Azulito" ou "El Negro", o filho de um narcotraficante de mesmo nome.

"El Negro" fundou com "El Chapo" Guzmán - hoje preso nos Estados Unidos - e Ismael "El Mayo" Zambada o cartel de Sinaloa, um dos mais poderosos do México, mas que disputa atualmente a liderança com o cartel Jalisco Nova Geração.