Chefe do tráfico no Ceará é preso na Praia de São Conrado, Zona Sul do Rio

O chefe do tráfico em comunidades em Fortaleza, no Ceará, foi preso na manhã desta quinta-feira na praia de São Conrado, na Zona Sul do Rio. Messias Tales de Souza Izídio, de 26 anos, conhecido como Talibã ou Maestro, estava escondido na favela da Rocinha, no mesmo bairro, há cerca de um ano. Ele foi capturado por agentes da Polícia Civil do Rio e da Polícia Civil Ceará.

Arquivos de pedofilia "extremamente violentos": 'Ele não é só estuprador, também é pedófilo', diz delegado sobre anestesista preso

Mais uma investigação: Polícia investiga se anestesista preso aliciava crianças para produzir conteúdo pornográfico

A operação envolveu policiais da Subsecretaria de Inteligência (Ssinte) e da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual do Rio (Polinter), do Departamento de Inteligência da Polícia Civil do Ceará (DIP) e da Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas do estado (Draco – PCCE).

Messias foi capturado na altura do posto 13, na praia de São Conrado. Segundo informações da Polícia Civil do Rio, ele costumava frequentar o local e fazia postagens em suas redes sociais. Ainda de acordo com as investigações, mesmo morando no Rio, Talibã continuava comandando o tráfico nas comunidades do Nordeste.

Em investigação da polícia do Ceará, o traficante é apontado como responsável por ter determinado, no ano passado, a invasão de residências na favela do Canal, em Fortaleza, expulsando os moradores. Há suspeitas de que Messias também estava enviando armas do Rio para seu estado de origem.

Além dos inquéritos por tráfico de drogas, Messias é acusado de ter determinado a morte de um amigo de infância pelo fato do homem ter passado informações sobre ele para terceiros. Ele teve a prisão decretada por esse crime pela 2ª Vara do Júri da Comarca de Fortaleza.

Nas redes sociais, Messias também postava diversas fotos armados com fuzis e pistolas. Em uma das postagens, o traficante marcou sua localização como “pelos acessos do errejota”.