Chefe do tráfico de drogas do Caju é preso em Araruama

O chefe do tráfico da comunidade do Caju, na Zona Portuária do Rio, foi preso nesta segunda-feira em uma casa de luxo localizada na Praia do Gavião, em Araruama. Rodrigo Jerônimo Fernandes da Silva era monitorado desde 2020 pela Delegacia de de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) após o início das obras do imóvel na Região dos Lagos. Ele tinha ido passar o período do ano novo com a família no local.

Criança baleada: Menino morre na Baixada Fluminense depois de ser atingido por bala perdida na virada do ano

Proteção para cabeça: PMs do Rio vão usar capacetes durante incursões em favelas para reduzir mortes

Rodrigo assumiu o comando das vendas de drogas do Caju após a morte de Thiago do Nascimento Mendes, o Belão, durante uma operação da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), na Vila do João. Contra ele, há quatro mandados de prisão, por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Ele também responde por lavagem de dinheiro e utilização de construções irregulares na Zona Portuária.

Chefe do tráfico do Juramento também foi preso

Renato da Costa Júnior, conhecido como Renatinho do Jacaré, de 32 anos, foi encontrado na tarde de do último dia 31 próximo à estação de Tomás Coelho, também na Zona Norte, por policiais da Divisão de Recaptura (Recap). Atualmente, ele controla as vendas de drogas no Morro do Juramento. Ele se tornou o chefe do tráfico da região após a morte do traficante Hevelton Nascimento Junior, o Bad Boy.