Chefes dos Três Poderes rejeitam "atos terroristas, de vandalismo, criminosos e golpistas" realizados em Brasília

Lula se reúne com chefes dos outros Poderes no Palácio do Planalto

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - Os chefes do Executivo, Legislativo e Judiciário disseram em nota conjunta nesta segunda-feira que rejeitam o que chamaram de "atos terroristas, de vandalismo, criminosos e golpistas" realizados por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro contra as sedes dos Três Poderes no domingo.

"Estamos unidos para que as providências institucionais sejam tomadas nos termos das leis brasileiras. Conclamamos a sociedade a manter a serenidade, em defesa da paz e da democracia em nossa pátria”, diz a nota, assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da SIlva, a presidente do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) e o presidente em exercício do Senado, Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB).