Chegada do Corinthians a Santos tem policiamento hostil e torcida é impedida de chegar perto da delegação

A chegada da delegação do Corinthians a Santos, para o jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, foi marcada por forte repressão policial na porta do hotel, que estava cheio de crianças e adolescentes para recepcionar o time corintiano, que venceu a primeira partida por 4 a 0.

Os cerca de 100 torcedores, sobretudo crianças com cartazes e cartas para os jogadores, não puderam chegar perto do ônibus da delegação, que entrou por uma entrada lateral frustrando a torcida. A PM local fez um isolamento impedindo o acesso dos corintianos e usou de força para afastá-los. Inclusive, há relatos de um ter puxado uma criança e apontado

Após o ocorrido, o Corinthians publicou uma nota nas redes sociais lamentando o tratamento dado aos torcedores.

"O Corinthians lamenta a forma como o torcedor foi tratado pelo policiamento local na chegada da delegação a Santos na noite desta terça, 12. Respeitamos a autoridade policial, mas não se pode aceitar as cenas ocorridas. Pediremos ao comando da PM que realize as devidas apurações".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos