Chegada de frente fria causa fortes chuvas na Região Metropolitana do Rio

Louise Queiroga
·2 minuto de leitura

O intenso calor registrado nos últimos dias foi quebrado pela chegada de uma frente fria na Região Metropolitana do Rio, responsável por fortes chuvas nesta sexta-feira, dia 5. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) classificou o grau de severidade como "perigo", informando que pode chover de 30 a 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, com rajadas de vento de 60 a 100 km/h. O Inmet alertou ainda para risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

Segundo o Instituto Climatempo, a mudança na situação de bloqueio atmosférico ocorreu devido a uma grande frente fria que avançou do Sul para o Sudeste do país, estando associada a um forte ciclone extratropical no litoral do Rio Grande do Sul. As temperaturas estarão em declínio acentuado, com mínima de 21°C e máxima de 33°C.

As recomendações são para não se abrigar debaixo de árvores, não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda e, se possível, desligar aparelhos elétricos. Em caso de emergências, são disponibilizados os números da Defesa Civil (199) e do Corpo de Bombeiros (193).

Na capital fluminense, de acordo com o Sistema Alerta Rio, a chuva moderada a forte pode ser acompanhada de raios e rajadas de ventos moderados (entre 18,5km/h e 51,9km/h) a fortes (entre 52km/h e 76km/h). Entre 15h15 e 15h30, houve registro de chuva forte em São Cristóvão, Irajá, Saúde e na Ilha do Governador. Choveu moderado em Anchieta, na Penha, em Laranjeiras e na Urca.

Diante das condições de tempo, o Alerta Rio, classificou o município em estágio de mobilização, o segundo nível na escala de risco de ocorrências de alto impacto.

A Marinha emitiu alerta de ressaca, com ondas de até 3 metros de altura podendo atingir a orla da cidade até as 9h de domingo. As orientações para população são: evitar banho e esportes aquáticos, não permanecer em mirantes ou locais próximos ao mar, evitar andar de bicicleta na orla caso ondas atinjam ciclovia.

Em Niterói, a Defesa Civil informou que para a madrugada deste sábado, dia 6, poderá ainda haver chuva forte, com intensidade passando para fraca a moderada a partir da manhã. Devido à frente fria, as temperaturas devem ficar mais amenas do que as registradas em janeiro. Nesta quinta-feira, dia 5, Niterói registrou máxima de 40,1 graus, a maior temperatura do município neste ano.

Para domingo e segunda-feira, a meteorologia prevê tempo instável por conta da entrada de ventos úmidos do mar e instabilidades na atmosfera. Assim, a previsão é de chuva fraca a moderada isolada a qualquer momento. As temperaturas estarão estáveis e os ventos fracos a moderados.